Jogos de videogame ajudam na recuperação de movimentos 12 de junho de 2010

Por Lais Cattassini

Com o desenvolvimento de jogos e consoles que estimulam o movimento de todo o corpo, e não apenas o dos dedos, instituições especializadas em reabilitação de deficientes puderam ampliar o alcance dos exercícios. O Nintendo Wii, em que o jogador simula os movimentos com a ajuda de um pequeno bastão, e o EyeToy, que utiliza uma espécie de webcam para reconhecer as ações dos usuários, se tornaram ferramentas da terapia ocupacional.

A Rede de Reabilitação Lucy Montoro passou a usar o EyeToy como terapia no fim de 2009 e ainda estuda os benefícios do jogo quanto à velocidade de recuperação do paciente. Para jogar, não é necessário controle. O paciente deve mexer o próprio corpo para realizar ações simples como cortar alimentos virtuais ou estourar bolhas.

Já o Wii, usado nas atividades do Lar Escola São Francisco há pelo menos dois meses, exige que o paciente tenha controle das mãos e dos dedos. “É preciso que segurem uma espécie de joystick e simulem atividades esportivas. Depois de praticarem dentro da sala, com acompanhamento de um terapeuta, os exercícios podem até ser levados para uma quadra adequada”, explica a terapeuta ocupacional do Lar Escola, Sandra Pacini.

Segundo a psicóloga Luciana Ruffo, do núcleo de pesquisa em psicologia da informática da Pontifícia Universidade Católica (PUC) de São Paulo, o videogame é mais benéfico do que a realização de exercícios repetitivos. “O jogo é mais prazeroso e portanto melhora a adesão.”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s