ABA

ANÁLISE DO COMPORTAMENTO APLICADA (ABA)

A ABA é um modelo de intervenção comportamental, que se baseia no controle de reforços, provocando uma  mudança de comportamento pela manipulação das consequências do comportamento. O objetivo é ensinar comportamentos adaptativos, que incluem os cognitivos, sociais e de linguagem, reforçando por aproximação . Ou seja,reforça-se o comportamento que se assemelha ou é mais próximo do comportamento alvo. O tratamento é individualizado e é aplicado em situação de um-para-um, avaliando as habilidades que a criança já possui em seu repertório, e ensinando as que não possui e que são importantes para o seu desenvolvimento.

Segundo Lovaas (2003), que é o idealizador do ABA para o tratamento do autismo, o que é visto nos tratamentos tradicionais do autismo é o controle de estímulo. Ou seja, alternam as variáveis que precedem o comportamento e  sinalizam e estimulam comportamentos que já estão presentes. Já o modelo comportamental critica esta posição, afirmando que  é ineficaz nas desordens do desenvolvimento, como o autismo, já que não há uma aquisição ou construção de um novo comportamento.

A análise do comportamento aplicada advêm do Behaviorismo radical, representado por B.F.Skinner. Nesta linha de pensamento só  o que observável e mensurável pode ser estudado e provado cientificamente, tornando-se eficaz. Considera o ambiente importante para a explicação do comportamento presente e acredita no reforço como uma ferramenta de ensino, por aumento da motivação.  As respostas negativas não são estimuladas, considerando somente as respostas e comportamentos positivos. A base da teoria de estímulo-resposta também é utilizada: quando há um reforço sendo apresentado durante um evento especifico, o individuo é condicionado a reagir, repetindo as respostas adequadas.

Anúncios